1
capital-de-giro-o-que-e-e-como-calcular-accontax

Olá, amigo empresário!

Você sabia que o controle do capital de giro é fundamental para a saúde financeira da sua empresa? Se suas finanças não andam muito bem, saiba que seus investimentos de médio e longo prazo podem ser prejudicados, seu negócio poderá entrar em crise e você será obrigado a recorrer a empréstimos com juros altos e consequentemente ocorrerá a “morte” da sua empresa.

Uma boa administração desse recurso lhe garantirá um fluxo de caixa positivo e não comprometerá a extinção da sua empresa.

Vamos entender melhor sobre o que é e para que serve o capital de giro?

Capital de Giro – é um valor monetário que a empresa deve manter em seu caixa para poder “girar” em determinado período. É a soma de recursos financeiros aplicados no caixa, banco, estoques e valores a receber de clientes. Ou seja, tudo aquilo que tem liquidez, que pode virar com certa rapidez e que financia as atividades operacionais da empresa.

Como calcular o capital de giro da minha empresa?

Um dos setores mais importantes de uma empresa é o financeiro. Fatalmente uma empresa sem dinheiro não consegue sobreviver por muito tempo. Portanto, é importante fazer um levantamento de custos e despesas necessários para operação do negócio e também a previsão de receita, para assim definir como calcular o capital de giro necessário.

Conforme entendemos na definição do capital de giro, todos os valores de contas a receber, conta corrente, estoques são determinantes no calculo do capital de giro.

As contas a receber são o resultado das vendas a prazo. São aquelas vendas que o cliente se compromete a pagar depois. Quanto maior for o prazo que você oferecer ao cliente maior será os recursos que sua empresa irá precisar para bancar as contas a pagar enquanto esse dinheiro tão esperado não entra.

Em relação ao estoque, sempre será necessário fazer modificações de acordo com o mercado consumidor da sua empresa. Haverá momentos que será necessário investir mais em estoque suprir uma demanda ou diversificar o mix de produtos.

Já o caixa e o banco são importantes no cálculo porque é neles que se encontram os recursos financeiros que estão disponíveis para a empresa.

Assim, o Capital de Giro Líquido (CGL) é totalmente influenciado por todos estes recursos: volume e custo das vendas, compras e pagamento de compras, prazos de estocagem.

A variação dessas ocorrências são grandes, portanto recomendamos que o capital de giro seja monitorado frequentemente para que não haja nenhuma surpresa e os resultados de fluxo de caixa sejam negativos e o negócio seja afetado.

Ratificamos que o CGL e o Fluxo de Caixa estão diretamente ligados.

 

Para calcular o Capital de Giro Líquido utilizaremos a fórmula a seguir:

CGL = AC – PC

Onde:

AC -> Ativo Circulante (Caixa e Bancos, Aplicações Financeiras, Contas a Receber e Estoques);

PC -> Passivo Circulante (Fornecedores, Contas a Pagar, Impostos, Empréstimos, etc.)

Importante lembrar que o Capital de Giro é o valor que a empresa tem para custear suas despesas operacionais sejam elas fixas ou os gastos necessários para produzir, comercializar ou prestar serviços.

 

Dica nossa:

Para prevenir a insuficiência do Capital de Giro, é importante manter sob controle a inadimplência, renegociação de dívidas, adotar uma postura de redução de custos e despesas.

Estar atento a esses fatores ajudam muito na administração das finanças da sua empresa, tornando-a competitiva.  Do contrário, uma administração ineficiente afeta drasticamente o fluxo de caixa da empresa.


COMENTÁRIO(S)



Um Comentário


  • Cialis diz:
    Postado em 23/04/2019

    Nice post. I learn something new and challenging on sites I stumbleupon on a daily basis.
    It’s always exciting to read through articles from other authors
    and use a little something from their websites.